Páginas

26 de nov de 2011

BORDADO FEITO A MÃO

Olá Meninas,

Chove muito e estou triste sem a companhia de mainha. Mas é apenas uma fase, vai passar. Eu bem sei. Pelo menos estou em casa e posso até blogar de novo.
Quando eu nasci, cheguei aqui neste mundo bonito do meu Deus, mainha com muito amor e graça preparou para mim muitos mimos e alguns tenho até hoje guardados com muito cuidado e carinho. Afinal ela os guardou, como poderia eu desprezá-los. Admiro, cuido e guardo e agora eternizo  aqui.
Vejam como são lindos os bordados feito à mão.
Serve de inspiração também.
Beijos chuvosos

Bel












24 de nov de 2011

Olha, eu aqui de novo. GRAÇAS A DEUS!

Meninas,

Faz tempo que passei por aqui e lembro que estava tão feliz e agradecida por estar vivendo dias tão felizes junto a minha querida mãe. Mas a vida muda a cada segundo e dia 11/09 mainha caiu e fraturou algumas vértebras e isto mudou nossa vida. Exames, médicos, remédios, hospital. Dois meses hospitalizada no Calixto Midlej em Itabuna. Nesse tempo também cair e fraturei o colo do fêmur. Até fazer ressonância e chegar a este diagnóstico continuei andando com um par de muletas cuidando  e acompanhando mamãe no hospital. Dia 03/11 passei por cirurgia em Salvador no Hospital Santa Izabel onde foram colocados dois pinos. Retornei para Ilhéus. Nesse período com imunidade baixa peguei varicela (catapora) inicialmente confundida com síndrome de Stevens-Johnson. Foram muitos os exames   Foi mainha saindo do hospital e eu entrando no dia 14 deste mês. Fiquei uma semana hospitalizada. Como dói, arde queima e coça muito. E sem falar no febrão e na dor em todo o corpo e na garganta.
Acho que relatei rapidamente o que se passou nesse período de ausência do blog e da net.
Estamos na fase de recuperação. Ainda com marcas da varicela, continuo com as muletas, mas já fazendo fisioterapia e aguardando revisão com o ortopedista. Que dificuldade uma consulta. Não tenho condições de ir a Salvador fazer a revisão com o médico que me operou. Meu Deus, como é difícil!!! Ainda me sinto fraca com tudo que passei. Não dá para encarar viagem agora. Quanto a mamãe ela está na casa do meu irmão se recuperando também. Já está sentando e caminhando com ajuda e fazendo fisioterapia. Com fé em Deus logo estaremos juntas de novo.
Agradeço a vocês que acessaram o “daquipraliideias”, deixaram recados, as  colegas e a toda equipe do BG, as minhas queridas primas sempre presentes na minha vida, a Luiz, meu esposo, pela presença constante, as  amigas, as técnicas, as enfermeiras, as novas amizades como Néia, Ana Marta e sua família enfim... Agradeço o carinho, as orações, as visitas, a força e o AMOR.
Em especial o meu agradecimento ao meu primo Abelardo que conseguiu consulta e cirurgia para mim em Salvador. E a Moacir que muito alegrou as minhas tardes no hospital.
Tudo passa. E tudo o que vivi foi lição, aprendizado, evolução e sempre digo para mim mesma: a vida está sempre nos preparando para sermos cada vez mais fortes. Sermos gratos a Deus por tudo e principalmente pelos momentos tristes porque neles estamos apenas ficando mais fortes e aprendendo cada vez mais.
E estamos todos vivos, GRAÇAS A DEUS!
Um grande beijo no coração de todas vocês,

Bel